pref santos

Após ter prisão domiciliar decretada, Marcelo Falcão diz que filha quer destruir a carreira dele

O cantor Marcelo Falcão, ex-O Rappa, teve um pedido de prisão domiciliar decretado pela Justiça do Rio de Janeiro pela acusação de não pagar a pensão alimentícia da

Por Beto Reis em 15/11/2021 às 19:35:25

O cantor Marcelo Falcão, ex-O Rappa, teve um pedido de prisão domiciliar decretado pela Justiça do Rio de Janeiro pela acusação de não pagar a pensão alimentícia da filha, que só reconheceu em 2016 após a realização de um teste de DNA. Nas redes sociais, o cantor, que atualmente segue carreira solo, falou em “mimimi” e disse que a filha, de 20 anos de idade, quer destruir a carreira dele. “Tá cheio de fofoquinha e mimimi com meu nome e eu nunca deixei de cumprir nada perante a Justiça. Sempre fui cumpridor de tudo perante a Justiça. Agora, descobrir com 20 anos de idade, criada por outra pessoa, com nome de outra pessoa, não tive oportunidade de estar junto e tudo mais. Aí aparece porque é o tal do vocalista da banda lá e, aí, aparece com os dois pés no peito querendo destruir minha carreira. Sou um cara do bem, sou um cara honesto, ninguém vai conseguir fazer isso (…) Eu sou cumpridor da Justiça e vou provar para vocês ali na frente quem era realmente que estava errado. Porque eu nunca vou estar errado, eu não aceito estar errado, sou cumpridor”, afirmou Falcão.

De acordo com o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ), o músico alegou insuficiência financeira para pagamento da dívida por pensão, por ser um valor muito alto. Ele teria dito que sua carreira teve um declínio e que contraiu dívidas após sair do grupo O Rappa e iniciar sua carreira solo. Ele ainda falou que teria atingido a “completa falência” na pandemia da Covid-19, que o impediu que fazer shows. Entretanto, por não apresentar documentação que comprovasse a situação financeira, a justiça compreendeu que tratava-se de um caso de “descaso” de Falcão em pagar a integralidade do valor da pensão à filha, hoje maior de idade.

“Inúmeras oportunidades foram concedidas sem que o devedor cumprisse voluntariamente sua obrigação, nas diversas execuções que se encontram em curso neste Juízo, depositando apenas o devedor o que acha devido, nestes autos, apenas os 3 meses e nada mais. Ao passo que o devedor é músico de renome e vem se apresentando em lives e eventos, com turnês agendadas ainda para este ano no exterior.. A cobrança que se faz é de dívida já constituída, líquida, certa e exigível, não cabendo a discussão nesta via sobre o valor do pensionamento bem definido pelo Egrégio Tribunal de Justiça; A dívida chegou ao alto patamar em razão do inadimplemento constante do devedor no cumprimento de sua obrigação, sendo ainda possível o seu pagamento. No mais, sequer ofertou proposta de parcelamento de sua dívida, esquivando-se inclusive de pagar as pensões vincendas”, apontam os autos do processo. A decisão de Justiça pela prisão domiciliar, com uso de tornozeleira eletrônica e somente com permissão para sair de casa apenas em caso de atendimento de saúde em posto ou hospital mais próximo, deve durar 60 dias.

Fonte: JP

Comunicar erro
MC Donalds

Comentários

classificados